Web Designer2019-02-01T17:49:19+00:00

O que faz um Web Designer? Conheça a profissão, funções e mercado!

Quer aprender o que faz um Web Designer? Suas principais funções, o mercado de trabalho do ramo de Web Design para Freelancers, estagiários e Web Designers Avançados? Neste artigo vou te mostrar como ser um bom web designer, mesmo que você seja iniciante!

Vamos lá? 

O que faz o profissional Web Designer?

Web Designer

Vamos bater um papo sobre o profissional Web Designer? Então vamos do início. 

Foram quatro grandes saltos durante a evolução dos meios de comunicação. O primeiro foi a criação da impressão em série, possibilitando a reprodução em massa de conteúdo e informação. Depois veio o telefone, encurtando a voz das pessoas no mundo inteiro. A televisão mudou hábitos e reordenou até a posição dos móveis das casas. 

E a internet modernizou tudo isso. 

Ela nasceu na década de 1960, mas se tornou comercializada trinta anos depois. Veio para impactar todos os aspectos da vida humana, da busca por conhecimento às interações entre indivíduos e sociedades. O filho mais poderoso da globalização, a tecnologia que unificou tudo. Passamos a navegar por páginas coloridas com gifs animados à procura de qualquer tipo de informação, relevante ou não. Num piscar de olhos, nascia um novo site, um novo blog, um novo portal. Hoje eles nascem na casa dos milissegundos. 

Por que este novo meio de comunicação se tornou tão poderoso, tão impactante a ponto de ofuscar livros, telefones e televisões? A resposta é simples: informação gratuita gerada por quem quiser. 

A internet é um mundo à parte do nosso, uma dimensão paralela. Tem de tudo lá, até crime. Profissionais trabalham todos os dias para mantê-la e evoluí-la. Programadores, técnicos em telecomunicações, cientistas de informação… 

E entre eles há um dos mais importantes: o web designer. 

O que é ser um web designer?

Se você viaja a um lugar ou país desconhecido, provavelmente precisará da ajuda de um guia turístico para encontrar aquele restaurante da hora ou aquela praia maravilhosa. Ser um web designer, em suma, é a mesma coisa. Você entra em um site, e ele te guia para o que veio buscar. E assim como um guia turístico, ele também precisa ser agradável, atencioso, preciso e acolhedor. 

Obviamente o web designer não aparece na casa da pessoa e fica dizendo o que faz cada cantinho do site, o que ele abriga e por aí vai. Faz isso através da arte, conduz o visitante através de elementos gráficos, precisamente por uma interface bonita, agradável e funcional. 

Mas para conseguir fazer isso, é necessário unir duas profissões distintas: a de designer gráfico e a de programador. 

Web designer é o filho do casamento de Exatas com Humanas, a mistura de arte com matemática, de engenheiro com publicitário. Requer um tipo específico de pessoa para se dar bem nesta profissão. Sabe aquele cara que durante o dia veste paletó e gravata, nunca sorri e só fala de números na bolsa de valores com os colegas, mas à noite veste uma jaqueta de couro e toca baixo num barzinho do centro da cidade? Esse cara tem espírito de web designer. 

Em resumo, ele precisa gostar de tecnologia, de design, de artes, de resolver problemas e ser muito criativo. 

Qual a função do profissional de web design?

O web designer projeta e cria a interface gráfica de sites, sistemas e aplicativos web. Sua responsabilidade é a de facilitar e conduzir o visitante ou usuário, de se fazer entender sem usar palavras, despertar emoções usando as cores e a arte. Seguir um estilo visual correspondente ao tema do site ou do aplicativo. E o mais difícil: planejar uma navegação não-linear intuitiva. 

Vou ser ainda mais didático para você entender o que é um web designer: pegue várias revistas e arranque as páginas dela. Disponha as folhas de qualquer jeito sobre uma mesa bem grande. O que você terá é o conteúdo de um site. O web designer precisará fazer com que o visitante não enxergue todas as folhas, mas que consiga chegar naquelas que procura com facilidade, em poucos cliques. Que entenda as folhas como uma revista em ordem, embora não esteja. Que todas possuam a mesma identidade visual, apesar de muitas vezes possuírem conteúdos bem diferentes e até díspares. 

Não é fácil, ainda mais levando em conta que algumas folhas interagirão de maneira diferente com o visitante. Algumas terão campos a preencher, outras apenas blocos de leitura, outras conterão animações e por aí vai. 

É aí que entra o multitalento do web designer. Ele precisará dominar softwares gráficos e certas linguagens de programação, além de conhecer técnicas de design gráfico e macetes de programador. 

Softwares gráfico para o web designer

Dentre os softwares gráficos, são praticamente os mesmos em qualquer ramificação do design gráfico:

  • Adobe Photoshop;

  • Adobe Illustrator; ou

  • Corel Draw

Estes são os básicos, mas seria bom se aprofundar também em Gimp e Inskcape (e por que não o velho e bom Fireworks). 

Já em relação à programação, os mais usados são: 

  • Adobe Dreamweaver;

  • Adobe Muse;

  • Bloco de notas

É fundamental também conhecer a lógica básica de programação. 

Alguns poréns…

Falei que o web designer precisa dominar todos os conceitos de design gráfico e de programação e isso provavelmente o assustou. Não chega a tanto. 

O básico de design gráfico realmente é imprescindível, mas aqui você não fechará arquivos para gráfica nem elaborará facas de corte ou diagramará centenas de páginas recheadas de elementos gráficos. Você precisará dominar sim toda a arte da diagramação, e ela terá que ser modular, ou seja, adaptável para formatos de telas diferentes. Manjar de tratamento de imagem também é superimportante. 

Já sobre a programação, a área de conhecimento não precisa ser nível Hard. Mais importante do que saber programar em HTML, CSS e um pouco de Java Script, você precisará entender a lógica da programação e o que é possível ou impossível de ser feito com ela. Outros profissionais — desenvolvedores web — irão se preocupar com a parte programática. Um site simples pode ser feito por um web designer, mas um portal complexo, com banco de dados, animações elaboradas e comércio eletrônico dificilmente ficará a cargo de um especialista só. 

As funções do Web Designer

Em suma, o web designer responde pela parte visual do projeto, pela elucubração do site, o que fica em cada cantinho e porque é assim. Tudo bem, há clientes que exigem coisas absurdas, desde programar em C++ até edição de vídeos e animações tridimensionais (!!!). Não é trabalho do web designer editar vídeos nem saber programação deste tipo. 

Outro porém: sugeri Adobe Dreamweaver para criar os códigos de programação, mas seria bom começar mesmo pelo bloco de notas — sim, eu sei, é bem cru e sem visualização de resultado. É que com ele você aprenderá a criar códigos limpos e a pensar como programador. Quando chegar ao ponto de sonhar com as famosas tags “< >”, você estará quase com a mente de um programador. 

Melhor ainda, comece editando templates do WordPress. É mais ou menos como fazer uma puta faculdade. 

Nas empresas, a tendência é que a criação de um projeto seja cada vez mais dividida entre setores de design e de programação, mas nunca aparece uma proposta de emprego em que não se peça conhecimentos em HTML, CSS e Photoshop, por exemplo. Fora que o freelancer precisará saber de tudo um pouco para conseguir mais serviços. 

Em resumo, seja um designer digital que manja de HTML, CSS e um pouco de Java. 

Diferenças entre Design Gráfico e Web Designer

Sempre bom entender de Design Gráfico, mesmo partindo para a área de Web Design. Mas vamos às diferenças mais gritantes: 

  • Designer gráfico trabalha com resolução de 300dpi e cores em CMYK; na web, os padrões são 72dpi e RGB; 

  • O layout de um designer gráfico leva em conta o formato do papel; o da web precisa ser adaptável para tamanhos de telas diferentes;

  • Designers gráficos costumam enriquecer sua arte, encher de elementos gráficos e efeitos nas fotos; na web, simplicidade e legibilidade são fundamentais. Por isso a arte criada para um meio não funciona para o outro;

  • Web designers precisam encaixar sua arte numa malha em formato de tabela; os designers gráficos não se preocupam tanto com isso;

  • Web designer trabalham com muuuuito mais arquivos vinculados entre si do que os designers gráficos. Por isso, eles precisam ser bem mais organizados, para não se perderem.

O que faz um estagiário de web designer?

Ser um estagiário de Web Designer é uma grande chance de aprender a profissão e um dia chegar a assinar como web master. 

Ele auxilia o web designer na criação de um projeto. Na prática, irá tratar muitas fotos no Photoshop, redesenhar logotipos, criar ícones e botões e escrever algumas linhas de código para função específica, como para a criação de um campo de busca. 

Muitos também são os responsáveis por publicar os arquivos HMTL e as imagens no host. 

O que faz um web designer avançado?

Esse é o cara, o faz-tudão. Manja pacas de design gráfico, de edição de imagens e de linguagens de programação. É responsável pela criação de um wireframe, de layouts com e sem tabelas, de botões animados, da personalização de templates, otimização de menus e de aplicar todas a técnicas possíveis de CSS, HTML e Java Script. Também precisa entender de design responsivo, UX-design (User Experience) e SEO (Search Engine Optimization).  

Acrescente na lista de softwares a dominar o Adobe Animate. Seria bom manjar também de SQL e PHP, além de saber adaptar a programação para o modo mobile, usada em celulares. 

Como ser um Web Designer Freelancer

Como ser um Web Designer Freelancer?

Há no mercado muitas plataformas para trabalhar como freelancer, assim como, você com o tempo vai começar a pegar um job aqui e outro ali. Trabalhar como freelancer é ótimo também para quem não se adapta a horários rígidos e para quem quer aprender fazendo. 

Como disse no início, existem muitas plataformas, como a 99 Freelas e a Workana, onde profissionais apresentam seus trabalhos e realizam projetos para contratantes. Dê uma olhada nestas indicações! 

Pensando em como se tornar um web designer?

Esta é uma das profissões mais “da hora” que conheço. Perfeita para quem ama tecnologia, arte de qualquer tipo e prefere mil vezes usar uma camiseta com o logo do Star Wars do que terno e gravata. E está em ascensão constante. Dá para ganhar muito dinheiro trabalhando para uma empresa ou sendo freelancer integral. 

Você não lerá nos próximo cinquenta anos que esta profissão está em declínio, então se jogue de cabeça nela, sem medo de ser feliz.

Você também vai gostar disto…

Ir ao Topo